Últimas Notícias
Agricultura
Brasil
Brasileirão
Colunistas
Copa Do Mundo
Cultura E Lazer
Economia
Eleições
Esportes
Expediente
Geral
Internacional
Maringá
Noite / Festas
Notícia Regional
Pan Rio2007
Paraná
Paranaense
Pequim 2008
Política
Saúde E Ciência
Tecnologia
Loterias
Página Principal
.:: P U B L I C I D A D E ::.
 
 
 
 
 
 
 
Economia
06/11/2017

Menos de 20% dos materiais recicláveis chegam a cooperativa dos catadores


A Cooperativa dos Catadores de Recicláveis de Umuarama (Cooperuma) teve nova diretoria eleita e a cooperada Gisele Nascimento Domingos foi aclamada presidente, junto com a vice-presidente Ivanete de Lima e a secretária Maria Amanda de Melo Santos. A composição feminina na nova diretoria expressa o domínio das mulheres na cooperativa, representando a maioria absoluta entre os 24 cooperados. “Mas, independente disso, estamos aqui para trabalhar, ajudando a eliminar os resíduos recicláveis do aterro sanitário e assegurando o nosso sustento”, resumiu. Criada há 10 anos, a cooperativa recebe uma média de 11 toneladas de resíduos por dia para processar e encaminhar a reciclagem. “Esse volume perfaz uma média mensal em torno de 270 toneladas de alumínio e outros metais, plásticos, vidro e papelão recolhidos nas ruas, por meio da coleta seletiva (que hoje atende a todos os bairros de Umuarama) e também do aterro sanitário”, segundo o técnico ambiental Valério Silva, da Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente. Os cooperados recolhem toneladas de materiais a partir dos entulhos transportados a uma área especial do aterro sanitário, por meio do Programa Bairro Saudável. “Eles têm acesso a célula que recebe entulhos e resíduos recolhidos na frente das casas, nos canteiros e praças – como móveis velhos, equipamentos eletrônicos, brinquedos e utensílios domésticos – que acabam descartados de forma irregular pela população. Porém, não podem entrar na célula que recebe o lixo orgânico”, acrescenta o diretor de Agricultura e Meio Ambiente da Prefeitura, Elídio Pavan.


  ÚLTIMAS NOTÍCIAS