Últimas Notícias
Agricultura
Brasil
Brasileirão
Colunistas
Copa Do Mundo
Cultura E Lazer
Economia
Eleições
Esportes
Expediente
Geral
Internacional
Maringá
Noite / Festas
Notícia Regional
Pan Rio2007
Paraná
Paranaense
Pequim 2008
Política
Saúde E Ciência
Tecnologia
Loterias
Página Principal
.:: P U B L I C I D A D E ::.
 
 
 
 
 
 
 
Paraná
21/11/2016

Oposição a Richa vai à Justiça para garantir o reajuste do funcionalismo


A oposição na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) anunciou nesta segunda-feira (21) que ingressou com um mandado de segurança no Tribunal de Justiça (TJ) para assegurar o pagamento do reajuste do funcionalismo público estadual, previsto para janeiro e maio do ano que vem. Segundo nota divulgada à imprensa pela bancada de oposição, também será solicitada a interrupção imediata da tramitação na Assembleia da proposta do governo do estado para suspender por tempo indeterminado o pagamento do reajuste. A proposta consta de emenda apresentada pelo governador Beto Richa (PSDB) ao projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017. O reajuste foi autorizado em lei aprovada no ano passado pela Assembleia. A proposta foi autorizada pelo próprio governo, como um dos itens do acordo que encerrou a greve de um mês e meio dos professores da rede estadual, realizada em 2015. O projeto, ainda em vigência, prevê o reajuste da inflação do período mais 1% de ganho real para o funcionalismo. A emenda à LDO deve ser votada pela Comissão de Economia da Assembleia nesta segunda-feira. A oposição tem três votos e o governo, quatro. Portanto, a tendência é que o projeto passe e siga para o plenário, onde os oposicionistas contam com no máximo 21 dos 54 parlamentares – número insuficiente para barrar a a suspensão do reajuste. GP


  ÚLTIMAS NOTÍCIAS