Últimas Notícias
Agricultura
Brasil
Brasileirão
Colunistas
Copa Do Mundo
Cultura E Lazer
Economia
Eleições
Esportes
Expediente
Geral
Internacional
Maringá
Noite / Festas
Notícia Regional
Pan Rio2007
Paraná
Paranaense
Pequim 2008
Política
Saúde E Ciência
Tecnologia
Loterias
Página Principal
.:: P U B L I C I D A D E ::.
 
 
 
 
 
 
 
Agricultura
08/02/2012

Consumo de luz cresce e ventilador some de lojas


As altas temperaturas dos últimos dias, em Curitiba, fizeram ventiladores e condicionadores de ar sumirem das prateleiras e dispararam o consumo de energia elétrica. A Copel registrou na tarde de ontem o maior consumo de energia elétrica de todos os tempos no Paraná. O pico recorde de demanda em todo o Estado foi registrado às 14h34, com um consumo de 4.940 MW (megawatts). Nas lojas em que ainda havia exemplares dos produtos, restavam apenas os produtos mais caros. Nas lojas dos hipermercados Extra, do grupo Pão de Açúcar, ontem à tarde só havia um circulador de ar em uma das lojas — situada à Avenida Kennedy, 1000, no Rebouças. Na unidade do Alto da 15, a maior, não havia mais nada. De acordo com as informações da assessoria do grupo, as vendas destes itens cresceram 300% em comparação ao mesmo período do ano passado. Novas encomendas foram feitas e a expectativa é de que os produtos voltem a ser disponibilizados nas lojas até o fim desta semana. Nas lojas da rede Walmart do Brasil, Big e Mercadorama, as vendas cresceram 30%, no pedido se comparado com o mesmo período do ano passado. O item mais vendido é um ventilador turbo importado (exclusivo) encontrado por apenas R$ 45, além de outras sete marcas nacionais. As lojas também oferecem modelos de mesa, coluna e de teto. Para quem pretende investir um pouco mais a opção é o condicionador de ar split que oferece menos consumo de energia e menos ruído. O aumento para este produto foi de 60%, contemplando três marcas líderes, todas com Selo A fornecido pelo Inmetro. O modelo split (quente e frio) com 9 mil BTUs e dupla filtragem, sistema que aumenta ainda mais a qualidade do ar, custa R$ 1.098 e pode ser parcelado em até 12x no cartão Hipercard. A expectativa é de um incremento de 20% de venda na categoria. Energia — A Copel registrou em menos de uma semana três recordes históricos na demanda simultânea por eletricidade na sua área de concessão, Às 14h34 de quinta-feira (2), a carga máxima no sistema elétrico operado pela empresa chegou a 4.697 MW. Às 14h57 do dia seguinte (sexta), a demanda instantânea atingiu 4.831 MW. E ontem, às 14h34, a carga medida foi de 4.940 MW. O pico anterior de demanda instantânea registrado pela Copel havia sido de 4.679 MW, às 14h45 do dia 30 de novembro de 2011. Em fevereiro de 2011, a maior concentração de carga simultânea medida pela Copel chegou a 4.522 MW. Segundo o gerente do Centro de Operação do Sistema Elétrico da Copel, Oscar Kazuo Sato, o uso intenso dos sistemas de climatização levam ao aumento da demanda nessa época. “São grandes empresas e o comércio buscando amenizar as temperaturas e trazer mais conforto para as pessoas com o uso de ar-condicionado, aliado ao retorno das atividades econômicas após o final de ano”, informa o engenheiro da Copel. AEN


  ÚLTIMAS NOTÍCIAS