Últimas Notícias
Agricultura
Brasil
Brasileirão
Colunistas
Copa Do Mundo
Cultura E Lazer
Economia
Eleições
Esportes
Expediente
Geral
Internacional
Maringá
Noite / Festas
Notícia Regional
Pan Rio2007
Paraná
Paranaense
Pequim 2008
Política
Saúde E Ciência
Tecnologia
Loterias
Página Principal
.:: P U B L I C I D A D E ::.
 
 
 
 
 
 
 
Copa Do Mundo
18/11/2011

Além da Copa 2014, Ministério do Esporte cuidará da Olimpíada 2016


A Autoridade Pública Olímpica (APO) foi transferida do Ministério do Planejamento para o Ministério do Esporte. A decisão, anunciada nesta quinta-feira, é vista como uma forma de prestigiar o novo ministro, Aldo Rebelo (PC do B-SP). Fontes do Comitê Organizador dos Jogos do Rio-2016 não gostaram da mudança por achar que a APO ligada a um ministério da equipe econômica ganharia mais credibilidade e autonomia para decidir sobre investimentos. Na quinta, Aldo Rebelo reuniu-se com o presidente da APO, Márcio Fortes. Com a transferência “determinada pela presidente Dilma”, como anunciou Aldo, o Ministério do Esporte passa a coordenar os grandes eventos esportivos internacionais do país: a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. A APO é um consórcio público formado pelo governo federal, governo do estado do Rio de Janeiro e prefeitura do Rio de Janeiro. A Autoridade deve coordenar os serviços públicos, a implementação e a entrega de toda a infraestrutura necessária à organização e à realização dos Jogos. A criação do consórcio foi uma das garantias oferecidas pelo Brasil ao COI durante a candidatura da cidade para sediar os Jogos Olímpicos. Para Aldo Rebelo, a vinculação com o Ministério do Planejamento justificava-se na fase de estruturação da APO. “Já no processo seguinte, de execução das tarefas, seria mais natural que fosse transferida para o Ministério do Esporte, que também coordena o Comitê Gestor da Copa do Mundo”. AE


  ÚLTIMAS NOTÍCIAS