Últimas Notícias
Agricultura
Brasil
Brasileirão
Colunistas
Copa Do Mundo
Cultura E Lazer
Economia
Eleições
Esportes
Expediente
Geral
Internacional
Maringá
Noite / Festas
Notícia Regional
Pan Rio2007
Paraná
Paranaense
Pequim 2008
Política
Saúde E Ciência
Tecnologia
Loterias
Página Principal
.:: P U B L I C I D A D E ::.
 
 
 
 
 
 
 
Pequim 2008
16/08/2008

Brasil bate Camarões na prorrogação, encerra trauma e vai à semifinal


Com dois gols na prorrogação, a seleção brasileira masculina de futebol venceu Camarões por 2 a 0 e se classificou para a semifinal dos Jogos Olímpicos de Pequim, neste sábado, em Shenyang. O resultado serviu ainda para exorcizar um fantasma antigo do futebol brasileiro, a derrota sofrida nas quartas-de-final da Olimpíada de Sydney-2000.

Depois de um empate sem gols no tempo normal, a seleção brasileira, que estava com um jogador a mais desde os 6min do segundo tempo, marcou seu primeiro gol aos 11min do primeiro tempo da prorrogação, com Rafael Sóbis.

Atrás no placar, Camarões foi para a frente e deu espaço para o Brasil. Depois de bela troca de passes entre Ronaldinho e Thiago Neves, Marcelo marcou o segundo gol brasileiro aos 15min do primeiro tempo da prorrogação.

Na última vez que se enfrentaram em Olimpíada, em Sydney-2000, a seleção brasileira, então treinada por Vanderlei Luxemburgo, foi eliminada pelos camaroneses, que tinham dois jogadores a menos em campo. A vitória africana aconteceu na morte súbita, com um gol de Modeste Mbami aos 8min do segundo tempo da prorrogação.

O adversário do Brasil na semifinal, que será realizada na próxima terça-feira, sai do confronto entre Holanda e Argentina, neste sábado, em Xangai.

O jogo

A primeira oportunidade brasileira surgiu aos 4min do primeiro tempo, em cobrança de falta de Ronaldinho, que o goleiro defendeu com tranqüilidade.

Aos 10min, foi a vez de Camarões. Depois de contra ataque pela direita, o zagueiro Alex Silva e o atacante Christianem Bekamenga se enroscaram dentro da área e a bola passou na frente do gol, assustando o goleiro Renan.

Depois disso o que se viu foi um jogo muito amarrado, com o Brasil tocando bola na defesa e arriscando lançamentos diretos para o ataque.

Os africanos só ofereciam mais perigo quando exploravam sua velocidade em contra-ataques, principalmente pelas costas do lateral Marcelo.

Aos 6min do segundo tempo, o camaronês Albert Baning recebeu o segundo cartão amarelo depois de uma solada em Lucas e foi expulso.

Com um jogador a menos, Camarões começou a oferecer mais espaço para o ataque brasileiro.

Aos 8min, depois de bom cruzamento de Marcelo, Anderson arriscou um voleio de primeira que passou longe do gol.

Apesar de manter a posse da bola no ataque, o Brasil tinha dificuldades de entrar na área e começou a arriscar de fora com Anderson e Hernanes.

No fim do segundo tempo o Brasil começou a oferecer mais espaço para Camarões que começou a atacar e assustar a defesa brasileira.

Aos 46min, a seleção camaronesa chegou a assustar com uma bola alçada na área, mas o goleiro Renan saiu com segurança e conseguiu defender.

Com 0 a 0 no tempo normal, a partida foi para a prorrogação.

Apesar de ter um jogador a menos, a seleção camaronesa conseguiu iniciar a prorrogação oferecendo perigo ao Brasil, depois de uma saída de gol do goleiro Renan que afastou mal a bola.

O Brasil continuava com o mesmo ritmo do segundo tempo, com bastante posse de bola, mas sem oferecer risco ao gol de Camarões.

Aos 11min da prorrogação, depois de enfiada de bola pela direita, Rafael Sóbis recebeu sozinho na entrada da área, deslocou o goleiro camaronês e marcou o primeiro gol brasileiro.

Com o gol, a seleção de Camarões partiu para o ataque para tentar empatar e, em um contra ataque, depois de bela jogada entre Ronaldinho e Thiago Neves, Marcelo recebeu no meio da área e marcou o segundo gol brasileiro, confirmando a classificação.



  ÚLTIMAS NOTÍCIAS