Últimas Notícias
Agricultura
Brasil
Brasileirão
Colunistas
Copa Do Mundo
Cultura E Lazer
Economia
Eleições
Esportes
Expediente
Geral
Internacional
Maringá
Noite / Festas
Notícia Regional
Pan Rio2007
Paraná
Paranaense
Pequim 2008
Política
Saúde E Ciência
Tecnologia
Loterias
Página Principal
.:: P U B L I C I D A D E ::.
 
 
 
 
 
 
 
Paranaense 2007
28/07/2007

Empresa do PR fabrica madeira plástica


É possível reaproveitar o lixo do lixo já reciclado? O empresário Marco Adriani, dono da In Brasil, no município de União da Vitória, acha que sim. Ele inventou a "madeira plástica". A matéria-prima vem do que sobra da reciclagem de materiais.


Em vez do aterro sanitário, todo mês 200 toneladas de resíduos têm outro destino: viram cadeiras, mesas, deques para piscina e palanques de cerca. Para tornar isso possível, o investimento foi de R$ 2,2 milhões. O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) deu apoio e financiou 40% desse valor.

O material também é destaque na feira Reciclação, que termina neste sábado (28), no Embratel Convention Center (Shopping Estação), em Curitiba. O piso, a mesa e as cadeiras do estande do BRDE foram produzidos com "madeira plástica". Uma visita ao local pode ajudar a tirar dúvidas sobre a qualidade e a resistência dos produtos.

A fábrica da In Brasil recebe parte do que rejeitam seis indústrias de papel reciclado, todas localizadas na região do Contestado, entre o Sul do Paraná e o Norte de Santa Catarina. No total, elas produzem 1.000 toneladas de lixo plástico por mês.

"São fitas adesivas, capas de revista plastificadas, material misturado que fica difícil separar e acaba indo para o lixo", explica Adriani. Hoje, com o estímulo decisivo do BRDE, o empresário consegue evitar que 1/5 desses resíduos sejam depositados em aterros sanitários.

Agências




  ÚLTIMAS NOTÍCIAS